Pessoas on-line

Pesquisar este blog

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

ADEUS E OBRIGADO CEF NOVA BETÂNIA

Ano Novo, vida nova! Tá... tá beleza... eu sei que é clichê a frase, mas tá valendo.
2018 promete e estou esperançoso de que dê tudo certo, pois a mudança será grande.
Após 14 anos servindo ao CEF Nova Betânia estou partindo mas, claro, agradecido a toda comunidade escolar, em especial aos meus alunos/alunas e satisfeito por saber que o meu melhor fez parte da minha atuação naquela escola. Satisfeito também porque deixo legado. Claro... esse legado só foi possível porque existiu a parceria dos colegas professores de outros componentes curriculares, dos funcionários da cozinha e também de todos os gestores com quem trabalhei por lá (em especial a penúltima gestão representada por Valéria Araújo/Arlet/Doberstein que, grandes incentivadores do desporto escolar, deixou uma excelente estrutura para as práticas da Educação Física escolar e meu amigo Álvaro, que abriu as portas da escola para mim).
Que legado é esse?
Bom... quando eu cheguei na escola (em 2004) não havia nenhum troféu conquistado em competição de desporto escolar. Deixo a escola em 2017 como a maior vencedora nos JESS (Jogos Escolares de São Sebastião). Logo que lá cheguei para trabalhar percebi a riqueza em forma de alunos e alunas..., desde já vi que o que faltava ali era acreditar no talento e nas possibilidades daqueles meninos e meninas, lapidar aqueles diamantes brutos... incentivar,  acreditar na galera, possibilitar a vivência deles e delas em modalidades desportivas cujo acesso não seria possível senão via aquela escola, as aulas de Educação Física e os treinos especiais no contraturno. Não foi difícil, pois bastou eu fazer minha obrigação profissional e os resultados positivos não demoraram a acontecer.
Há um outro legado relacionado aos JESS. O CEF Nova Betânia sempre participou desses jogos levando em conta o maior respeito às regras das competições, ao fair play, lealdade total ao espírito esportivo e à ética nas ações dos nossos alunos e alunas-atletas em situação de jogo ou nas suas relações com os adversários, com os árbitros e com os organizadores das competições. Por último, o legado que mais motiva meu trabalho e me dá a certeza de que escolhi certo a minha profissão: há uma dezena e meia de ex-alunos meus, do CEF Nova Betânia, que cursaram ou estão cursando Educação Física. Se fui responsável por pelo menos 10% na opção deles e delas por seguir esse caminho, já fico imensamente satisfeito. Vamos lá 2018... venha carregado de coisas positivas... Bora CEF Nova Betânia. Que sua sina de "Escola de Campeões" seja permanente!